Categories
music

שבת שלום. ❤️🙏🏼✡️

open.spotify.com/track/468HVshiVkQkX4y5WzH5nv

Categories
movie

Cinema, #MeToo, Covid e ‘O Festival do Amor’: Uma conversa com Woody Allen – 05/01/2022 – UOL Splash

Woody Allen não trabalhou durante a pandemia. O novo mundo trazido pela Covid interrompeu um fluxo que seguia ininterrupto desde 1977, quando ele fez “Noivo Neurótico, Noiva Nervosa”, e trouxe um filme
— Read on www.uol.com.br/splash/colunas/roberto-sadovski/2022/01/05/cinema-metoo-covid-e-o-festival-do-amor-uma-conversa-com-woody-allen.htm

Categories
literature

As Cismas Do Destino

 As Cismas do Destino

“Recife. Ponte Buarque de Macedo.
Eu, indo em direção à casa do Agra,
Assombrado com a minha sombra magra,
Pensava no Destino, e tinha medo!

Na austera abóbada alta o fósforo alvo
Das estrelas luzia… O calçamento
Sáxeo, de asfalto rijo, atro e vidrento,
Copiava a polidez de um crânio calvo.

Lembro-me bem. A ponte era comprida,
E a minha sombra enorme enchia a ponte,
Como uma pele de rinoceronte
Estendida por toda a minha vida!

A noite fecundava o ovo dos vícios
Animais. Do carvão da treva imensa
Caía um ar danado de doença
Sobre a cara geral dos edifícios!

Tal uma horda feroz de cães famintos,
Atravessando uma estação deserta,
Uivava dentro do eu, com a boca aberta,
A matilha espantada dos instintos!

Era como se, na alma da cidade,
Profundamente lúbrica e revolta,
Mostrando as carnes, uma besta solta
Soltasse o berro da animalidade.

E aprofundando o raciocínio obscuro,
Eu vi, então, à luz de áureos reflexos,
O trabalho genésico dos sexos,
Fazendo à noite os homens do Futuro.”

Trecho de As Cismas do Destino, de Augusto dos Anjos.

Categories
photography

The Pyramids

The pyramids, Musée du Louvre.
art #arte #museum #musee #perspective #pyramids
Categories
world

Professor de Fortaleza entrega cartas de estudantes escritas há 20 anos – 15/12/2021 – UOL TAB

Antero Macedo, 65, passou os últimos dias organizando caixas etiquetadas com “Máquina do Tempo”. Sentado, estava à procura da carta da arquiteta Fabiana Castro, 29, entre pastas coloridas que tomavam conta da entrada da sala da diretoria do Colégio Mon
— Read on tab.uol.com.br/noticias/redacao/2021/12/15/professor-de-fortaleza-entrega-cartas-escritas-por-estudantes-ha-20-anos.htm

Categories
photography

Musée Du Louvre

Musée du Louvre.
museedulouvre #lelouvre #museu #museum #france #paris
Categories
movie

Dune – Rotten Tomatoes

Paul Atreides, a brilliant and gifted young man born into a great destiny beyond his understanding, must travel to the most dangerous planet in the universe to ensure the future of his family and his people. As malevolent forces explode into conflict over the planet’s exclusive supply of the most precious resource in existence, only those who can conquer their own fear will survive.
— Read on www.rottentomatoes.com/m/dune_2021

Categories
photography

Lights And Colors

Lights and Colors.
lights #colors #flowers #plants #trees #portoalegre
Categories
literature writers

Um Homem E A Sua Vida

 Um Homem e a Sua Vida

Um homem não tem tempo na sua vida
para ter tempo para tudo.
Não tem momentos que cheguem para ter
momentos para todos os propósitos. Eclesiastes
está enganado acerca disto.

Um homem precisa de amar e odiar no mesmo instante,
de rir e chorar com os mesmos olhos,
com as mesmas mãos atirar e juntar pedras,
de fazer amor durante a guerra e guerra durante o amor.
E de odiar e perdoar e lembrar e esquecer,
de planear e confundir, de comer e digerir
que história
leva anos e anos a fazer.

Um homem não tem tempo.
Quando perde procura, quando encontra
esquece, quando esquece ama, quando ama
começa a esquecer.

E a sua alma é erudita, a sua alma
é profissional.
Só o seu corpo permanece sempre
um amador. Tenta e falha,
fica confuso, não aprende nada,
embriagado e cego nos seus prazeres
e nas suas mágoas.

Morrerá como um figo morre no Outono,
Enrugado e cheio de si e doce,
as folhas secando no chão,
os ramos nus apontando para o lugar
onde há tempo para tudo.

Yehuda Amichai (1924-2000), poeta israelita.

(Tradução de Shlomit Keren Stein e Nuno Guerreiro)

Fonte: http://ruadajudiaria.com .

Categories
literature

Os Verdadeiros Burros E Os Falsos Loucos

Os Verdadeiros Burros e os Falsos Loucos

O mais esperto dos homens é aquele que, pelo menos no meu parecer, espontâneamente, uma vez por mês, no mínimo, se chama a si mesmo asno…, coisa que hoje em dia constitui uma raridade inaudita. Outrora dizia-se do burro, pelo menos uma vez por ano, que ele o era, de facto; mas hoje… nada disso. E a tal ponto tudo hoje está mudado que, valha-me Deus!, não há maneira certa de distinguirmos o homem de talento do imbecil. Coisa que, naturalmente, obedece a um propósito.

Acabo de me lembrar, a propósito, de uma anedota espanhola. Coisa de dois séculos e meio passados dizia-se em Espanha, quando os Franceses construíram o primeiro manicómio: «Fecharam num lugar à parte todos os seus doidos para nos fazerem acreditar que têm juízo». Os Espanhóis têm razão: quando fechamos os outros num manicómio, pretendemos demonstrar que estamos em nosso perfeito juízo. «X endoideceu…; portanto nós temos o nosso juízo no seu lugar». Não; há tempos já que a conclusão não é lícita.

Fiodor Dostoievski, in “Diário de um Escritor”